Estar certo e Ser feliz

Estar certo e Ser feliz

O que é mais importante, estar certo ou ser feliz?

Será que a felicidade está acima do estar certo? Indiretamente e inconscientemente a resposta pode estar ligada ao autoconhecimento de cada Ser, o conhecimento é pessoal e proporciona na invencibilidade e muita auto-estima para quem o possui, o conhecimento com o tempo pode tornar-se excessivo em determinadas áreas da vida, ou sobre alguns assuntos. Por outro lado, a falta dele também é um problema e gera a ignorância. Por norma para a ignorância é mais importante acertabilidade que felicidade.

O excesso de conhecimento trás a aparência de um ser invasivo, pois, por vezes surge dificuldade em compilar as informações, aqui entra um outro fator importante para a decisão da questão: O Silêncio!

Isto, o silêncio é uma ótima opção, onde impera o desejo de que seu ponto de vista seja aprovado, ou vencedor.

Quando o mais importante é obter aprovação ou vencer, na melhor das hipóteses gasta-se energia desnecessariamente, para além de perder imensa energia, pode-se perder amigos e familiares.

A tendência de ver apenas um lado da verdade, lutar, rejeitar as ideias dos outros é inerente ao Ser humano.

Estes hábitos atraem vulnerabilidade e deixa o Ser humano sugestível a ser enganado.

Na atualidade, poucas pessoas beneficiam do silêncio, de parar para ouvir o outro, como consequência aumenta a intolerância e a exclusão.

Ops! Teria aqui um padrão de dualidade? Ao identificarmo-nos com as nossas ideias e rejeitarmos as ideias dos outros, geramos uma dualidade que remete a questão inicial é mais importante Ser feliz ou ter razão?

Depende da sua necessidade

…Desapegue-se das ideias, porque mais importante que ter razão é Ser feliz com paz interior, vivencie as pequenas verdades como um todo, porque todas as verdades tem vários ângulos.

És um Ser humano, seja Feliz!

 

Imagem de Gino Crescoli por Pixabay