Guia Espiritual

Guia Espiritual

Como sei que meu guia está comigo durante a Terapia?

Muitas das vezes já esta conectado ao seu guia espiritual antes mesmo de ter passado pela iniciação. Esteja ou não consciente ele está sempre ao seu lado e por isso friso sempre durante o workshop a importância de chamar por ele antes de iniciar a terapia.

Então podes pensar: se ele esta sempre comigo, porque devo chamar?

Pelo simples facto de possuíres um livre arbítrio. Assim, ele só pode ajudar-te, só pode interferir e auxiliar-te durante uma terapia se o chamar, caso contrário é de seu livre arbítrio que ele esteja presente, mas não interfira.

Os Guias estão constantemente trabalhando com os seres humanos, quando não somos capazes de captar conscientemente as suas mensagens eles são capazes de entrar em nossos sonhos e transmiti-las, ajudando-nos muitas das vezes a minimizar os problemas que possamos ter.

Me diga quantas vezes passaste dias tentando encontrar uma solução importante e nada parece ser a resposta correta, de repente, tens a certeza que sonhou, mas não se lembra com o que, e quando olhas novamente o problema a solução aparece como um passe de magica, aparentemente a solução sempre esteve ali? Imensas vezes, não foi? Coincidências?!

Trabalhar com o auxilio de um guia pode parecer uma tarefa agradável, fácil, mas nem sempre o é. É um caminho árduo, onde as desculpas deverão ser deixadas para trás para que a superação pessoal faça parte da evolução diária. Não posso dizer exatamente o que é, porque cada ser humano tem o seu próprio caminho a trilhar, portanto, seguramente encontrará significados e obstáculos diferenciados. Desde ser encorajado a mudar o estilo de vida, abandonar uma carreira de sucesso e iniciar outra do zero, trabalhar duro e sem retorno por um longo período. Trabalhar o lado espiritual da vida em conjunto com um guia espiritual por vezes significa abandonar o seu ego e soltar-se no vazio, lançar-se no espaço desconhecido apenas confiando nos paraquedas (guias) que tens e olha que às vezes eles te testam para ver se este realmente é o caminho que desejas…

Os nossos guias nos amam incondicionalmente, querem o nosso melhor, mas estão limitados pelo nosso livre arbítrio. Isso significa que eles jamais vão interferir em nossa vida, jamais vão nos ajudar ou nos dar a mão se não pedirmos.

Tenho vos dito em formação que os terapeutas não têm de acreditarem no mesmo Deus, o mesmo Credo, a mesma Religião. Mas quando mexemos com energias devemos ter o mínimo de ligação ao Deus de nossa devoção (tenho alunas que dizem Universo), a mim é indiferente, acho importante considerarmos que existe algo que nos transcende. Isso é importante para a segurança Espiritual do Terapeuta. Energias negativas basta as que o consulente eventualmente traz com ele.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!